Dependência


Ler em formato flip
06/11/2020 #Reflexão

Você gosta de ser independente?

Dependência

Recentemente (julho de 2020) passei por uma cirurgia de coluna, que estava gravemente comprometida, afetando minhas pernas. Estava começando a ficar difícil de andar. Seis parafusos e dois espaçadores foram implantados. Eu passei dois dias na UTI e oito dias em uma ala geral no hospital. A partir da anestesia, eu estava totalmente dependente do médico e dos assistentes. Durante as quatro horas da operação, eu estava como uma pessoa morta, inconsciente. Eu precisava de oxigênio e de outros dispositivos médicos para me manter vivo. Após acordar, não podia me lavar sozinho, não podia ir ao banheiro, não conseguia levantar da cama sozinho. Fiz várias sessões de fisioterapia e lentamente comecei a me mover de novo de forma independente. Foi um grande alívio quando pude me levantar da cama e caminhar um pouco. Alguns dias mais tarde, já em casa, foi um grande progresso quando eu fui autorizado a tomar banho de chuveiro novamente. Minha esposa foi a minha enfermeira dedicada em casa, ajudando-me a colocar as minhas meias, os sapatos, e ajuntar tudo o que eu deixava cair.

Ainda estou usando um colete ortopédico e fazendo fisioterapia em casa. Demorou mais de três meses para eu começar a dirigir novamente. Ainda tenho muitos outros cuidados necessários para proteger e fortalecer a minha coluna. O fisioterapeuta disse que os cuidados vão durar para a vida, e que sempre terei que ser muito cuidadoso com meus movimentos.

DEPENDÊNCIA: Esta experiência me levou a pensar o quanto somos dependentes do nosso Deus. Sem ele, nós não podemos fazer nada. Não podemos respirar, não podemos andar, não podemos fazer nada. Somos vulneráveis a tudo.

Quando tudo vai bem em nossa vida, nos sentimos confiantes e fortes, como se tudo dependesse de nós. Nós gostamos de estar no controle de nossas vidas e da vida de outros também. Dependendo da posição que nós temos na sociedade, essa confiança em nós mesmos cresce cada vez mais... até que algo acontece que nos mostra o quanto somos dependentes de Deus.

A Covid-19 nivelou o mundo. Todos podemos ser afetados, do mais rico ao mais pobre. O quanto você se sente dependente de Deus? Ou você ainda se sente poderoso e independente durante esta pandemia? Quando as horas escuras chegarem, alguém que vive sem Deus se sentirá totalmente perdido. Aquele que nunca desfrutou de total dependência da graça e do amor de Deus em Cristo Jesus durante sua vida, não encontrará conforto nas horas difíceis da vida.

O livro de Provérbios (3.5-8) diz: “Confie no Senhor de todo o coração e não se apoie na sua própria inteligência. Lembre de Deus em tudo o que fizer, e ele lhe mostrará o caminho certo. Não fique pensando que você é sábio; tema o Senhor e não faça nada que seja errado. Pois isso será como um bom remédio para curar todas as suas feridas e aliviar os seus sofrimentos”.

Talvez alguém que nunca tenha tido a experiência que eu tive no hospital não entenda essa questão de dependência total. Mas alguém que teve uma experiência semelhante, ou talvez mais séria ainda, batendo na porta do céu e voltando, entenderá melhor.

DEPENDÊNCIA não é um ponto fraco. Podemos até dizer que é uma força, porque estamos cientes de que nunca estamos sozinhos. Em todas as situações da nossa vida, podemos ter certeza de que os santos anjos de Deus estão nos cercando e nos protegendo. Também o Espírito Santo está intercedendo por nós quando nós somos fracos e até quando estamos inconscientes durante uma anestesia. O apóstolo Paulo afirmou de maneira tão confiante: “Assim também o Espírito de Deus vem nos ajudar na nossa fraqueza. Pois não sabemos como devemos orar, mas o Espírito de Deus, com gemidos que não podem ser explicados por palavras, pede a Deus em nosso favor” (Rm 8.26).       

Quando você tiver que se submeter às mãos de um médico para uma cirurgia, lembre-se que há alguém que conhece o seu corpo melhor do que qualquer médico. O Salmo 139 diz: “Tu criaste cada parte do meu corpo; tu me formaste na barriga da minha mãe. Eu te louvo porque deves ser temido. Tudo o que fazes é maravilhoso, e eu sei disso muito bem. Tu me viste quando os meus ossos estavam sendo feitos, quando eu estava sendo formado na barriga da minha mãe, crescendo ali em segredo, tu me viste antes de eu ter nascido. Os dias que me deste para viver foram todos escritos no teu livro quando ainda nenhum deles existia. Ó Deus, como é difícil entender teus pensamentos! E eles são tantos! Se eu os contasse, seriam mais do que os grãos de areia. Quando acordo, ainda estou contigo”.       

Sim, quando acordei da cirurgia, eu ainda estava com Deus, e ele comigo; e eu louvei ao Senhor por mais esse milagre que ele realizou através dos cuidados médicos!

Você gosta de ser independente? Há uma tendência de certas pessoas a viverem sozinhas. E essa tendência está crescendo. Até casais estão vivendo em residências separadas. Essas pessoas não querem ter uma família; elas não querem interferência de ninguém no seu trabalho; elas querem fazer o que querem. É esse um bom estilo de vida? Eu prefiro ser totalmente dependente de Deus e conviver com aqueles que Deus colocou à minha volta!

O Salmo 37.5-7 diz: “Ponha a sua vida nas mãos do Senhor, confie nele, e ele o ajudará. Ele fará com que a sua honestidade seja como a luz, e com que a justiça da sua causa brilhe como o sol do meio-dia. Não se irrite por causa dos que vencem na vida, nem tenha inveja dos que conseguem realizar os seus planos de maldade. Tenha paciência, pois o Senhor cuidará disso”.

Assine o mensageiro luterano e fique por dentro dessa e outras notícias

Já é assinante?

Não sou assinante

Carlos Walter Winterle

Pretória, África do Sul cwwinterle@gmail.com

Reflexão Leia mais


Notícias Leia mais


Assine o Mensageiro Luterano e
tenha acesso online ou receba a
nossa revista impressa

Ver planos