Categorias

Mulheres > Mensagem do Conselheiro > O ano acabou... mas o tempo não!


O ano acabou... mas o tempo não!
32 download(s) Faça Download

O ano acabou... mas o tempo não!


O que sentimos quando alguém nos diz? "O seu tempo acabou!" – Em relação ao tempo há muita ansiedade, nos preocupamos se vai dar tempo, se ainda temos tempo, se vamos chegar a tempo, e com o tempo verificamos que ele não tem preço, pois como dizem o "tempo não para e não volta". Sendo esse um grande fator de ansiedade Jesus nos diz: "Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus, e aquilo que Deus quer, e ele lhes dará todas as coisas. Por isso, não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades". – Mateus 6. 33,34.

Nosso tempo de vida é medido pelo calendário civil, dias, semanas, meses e anos se sucedem num movimento continuo. Às vezes temos vontade de dizer: "Dá para ir mais devagar?" – Mas não dá! Ele vai passando, vai indo e com ele vamos todos nós.

Dentro da Igreja temos o chamado "tempo da Igreja" que aponta, durante o ano, os principais eventos da fé cristã. Há um último e um primeiro domingo neste tempo. Quando nos aproximamos do último domingo, as leituras apontam para a volta de Cristo e para as últimas coisas. Quando termina o ano, começa o Advento, ano novo, que nos lembra que o nosso Salvador já veio ao mundo e cumpriu com a sua missão - a vinda e a volta de Cristo estão marcadas dessa forma. Podemos dizer que uma das funções desse calendário, entre tantas, é lembrar que vivemos o tempo da Graça de Deus, o tempo da oportunidade, o tempo da salvação, ou como diz o apóstolo Paulo: "... Escutem! Esse é o tempo em que Deus mostra a sua bondade. Hoje é o dia da salvação." – 2 Coríntios 6.2.

O ano acabou, mas o tempo não! - Importa viver cada dia na Graça de Deus, de estar reconciliado e, portanto em paz com Deus.

O ano acabou, mas o tempo não! - Podemos viver a fé, e servir a Deus com o que somos e temos, pois somos servos e servas de Deus.

O ano acabou, mas o tempo não! - Em paz com Deus perdoamos e somos perdoados, pedimos e recebemos perdão numa relação de amor com o nosso próximo.

O ano acabou, mas o tempo não! – Vivemos na Graça o "já e agora" do perdão da vida e da salvação que é eterno com Deus!

Temos tempo? Sim, na Graça somos eternos!

Pastor Rubens José Ogg
Conselheiro da LSLB

Veja Também